Aprovadas as Novas Regras para o Orçamento Participativo de Águeda

18 de Março de 2016
Aprovadas as Novas Regras para o Orçamento Participativo de Águeda
Segundo Gil Nadais, Presidente da Câmara Municipal de Águeda, “após a conclusão do 1.º ciclo, que corresponde à fase de definição orçamental, refletimos sobre as sugestões dos participantes e da equipa técnica, de modo a introduzir ações de melhoria na segunda edição”.

O OP-Águeda surge na sequência de um caminho de 12 anos de Modernização Administrativa, pelo que este “deve aproveitar as potencialidades na área das tecnologias e colocá-las ao serviço do cidadão”, o que implica introduzir alterações no perfil dos destinatários do projeto para que a Plataforma Participativa possa validar automaticamente a elegibilidade do participante.

Baseados nos princípios da transparência e da boa governança, os participantes vão poder acompanhar a evolução da análise das propostas à distância, evitando assim as deslocações à autarquia, com gastos de tempo e dinheiro.

A nova redação do regulamento pode ser consultada em: https://www.cm-agueda.pt/pages/877


O que muda no OP-Águeda em 2016?

>> Participantes – Durante o processo foram sentidas dificuldades em validar na plataforma participativa, pessoas afetas ao concelho por razões profissionais. Face ao exposto, participação circunscreve-se a cidadãos com 16 ou mais anos, naturais e/ou residentes no concelho de Águeda, bem como os que estão afetos por razões académicas.

>> Votação – A Plataforma Participativa está preparada para um sistema de votação através de tablets e APP. Neste sentido, elimina-se o papel da fase de votação.

No que se refere ao uso dos 2 votos – presencial e online – verificamos que apenas 14% dos participantes na primeira edição usou os seus dois votos. Com o objetivo de aumentar o número de votos e de facilitar o processo de votação, cada cidadão pode usar os seus dois votos em qualquer uma das tipologias de votação.

>> Recolha das Propostas – No que se refere à submissão de proposta pela via não presencial, verificou-se que as propostas recebidas via email e CTT não estavam devidamente instruídas, pelo que se eliminou esta via de apresentação das propostas.

Durante as sessões participativas foi manifestado descontentamento relativo ao disposto no n.º 5 do artigo 19.º, que se prende com o critério do número de propostas que passa à Fase de Análise Técnica depender do número de habitantes da freguesia onde se realiza a sessão, pelo que o critério é o número de participantes na sessão. Assim, será selecionada uma proposta, acrescida de mais uma por cada 10 pessoas, até ao limite máximo de cinco.


Município de Águeda

Câmara Municipal de Águeda
Praça do Município
3754-500 Águeda
T 234 610 070
E opagueda@cm-agueda.pt